Notícias

PARABÉNS BANCÁRI@S

Hoje, 28 de agosto, é o seu dia.


 

Um dia especial,e, neste ano, mais que especial. No meio de tantas metas, pressão, sobrecarga, entre as inúmeras outras dificuldades da rotina imposta pelos bancos, a pandemia, o distanciamento social e a atividade bancária considerada como serviço essencial, foram fatores preponderantes para que este tenha sido o ano mais impactante na vida d@s bancári@s.


Talvez, para muitos, não seja possível um abraço apertado no colega de trabalho, ou uma confraternização em grupo, mas o reconhecimento e a felicitação devem ser parte não só de um dia em especial, mas sim, todo os dias, para uma categoria que muitas vezes é injustiçada, mas que contribui muito e tem um papel fundamental na sociedade.


A data do dia 28 como dia do bancário "nasceu" em 1951 quando após greve de 69 dias e muita repressão, a categoria teve reajuste de 31%. No dia 28 de agosto de 1951, os bancários decidiram cruzar os braços para reivindicar um reajuste salarial de 40%. Depois disso, nos anos subsequentes, com luta e união, a categoria conquistou vários outros benefícios como:


-Direito à jornada de seis horas de trabalho (1933);
-13º salário e o piso salarial mínimo (1962);
-Auxílio-transporte e auxílio-alimentação (1982);
-Seguro para casos de assaltos com morte ou invalidez; auxílio creche; e estabilidade para as gestantes até 60 dias após o término da licença (1983);
-Auxílio para bancários com filhos excepcionais ou portadores de deficiência (1988);
-Direito de intervalo de descanso para digitadores (1989); 
-Participação nos lucros e resultados (1995); 
-Complemento salarial para bancários afastados (1997); 
-A mobilização dos bancários contra a política neoliberal do governo FHC impediu a privatização do Banco do Brasil e da CAIXA (1999); 
-Inclusão na Convenção Coletiva de mecanismos para combater o Assédio Moral no trabalho contra o desrespeito e as metas abusivas (2010);
-Proibição da cobrança por metas não somente por SMS, mas também por qualquer outro tipo de aparelho ou plataforma digital (2014); 
-Adiantamento de 13º salário para os afastados (2014); 
-PLR Regra Básica, PLR Parcela Adicional, Antecipação da PLR (2015); 
-Ampliação licença paternidade (2016); 
-Reajuste nos salários, pisos, PLR; 
-Reajuste no vale alimentação, vale refeição, auxilio creche babá;


“Hoje, mais do que nunca, temos que lembrar dessa história. Mais uma vez precisamos manter a categoria unida e nos fortalecer para lutarmos contra os ataques que estão sendo desferidos não apenas contra nossa categoria, mas contra toda a classe trabalhadora”, afirmou o presidente do Sindicato, Paulo Cerqueira. “O maior motivo de nossa comemoração deve ser a manutenção de nossas conquistas e demais direitos expressos em nossa CCT”, completou.


Fonte: Sintraf T.O e Região


 

Publicado em: 28/08/2020

Entidades Filiadas

FETRAFI-MG

CONTRAF

CUT Brasil

Jornal

CEF - Carta Aberta a população

Download

Links importantes