Notícias

Em Defesa da Cassi !!!

A quarta-feira (20) foi marcada por protestos dos funcionários do Banco do Brasil em defesa da Cassi


 

A quarta-feira (20) foi marcada por protestos dos funcionários do Banco do Brasil em defesa da Cassi. Os funcionários do BB distribuíram um boletim especial e realizaram atividades em agências e centros administrativos do BB com o tema “Defesa da Cassi”.

As atividades seguiram orientações da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), órgão auxiliar da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) na organização dos funcionários e negociações com o banco. As orientações da CEBB foram dadas de acordo com deliberações de reuniões preparatórias e das resoluções do 29º Congresso Nacional dos Funcionários do BB.

O Banco do Brasil apresentou uma proposta na mesa de negociação em 24/04 e depois disso, apresentou uma segunda proposta diretamente na governança da Cassi, acabando com a mesas de negociação. O Banco tem usado toda a sua estrutura de comunicação e assediando os gestores para que convoquem os funcionários para ler o relatório da consultoria Accenture e aprove uma proposta que nem sequer passou ainda pela diretoria da Cassi.

Para Wagner Nascimento,  coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Bancodo Brasil, ao acabar com uma mesa de negociação o banco quer impor aos associados uma conta salgada demais financeiramente e ainda impor todos os cortes em programas que quis fazer nos últimos anos. "A Consultoria Accenture elogiou a área de programas gerenciada pelos eleitos, mas o banco quer passar para o mercado. A Consultoria criticou a área de TI dos indicados do BB e o banco quer passar para os eleitos tirando fora a sua responsabilidade.

O Banco tem acusado as entidades sindicais de não ter proposta, mas o Banco nem sequer aceitou as premissas da proposta das entidades.

O TEMA DEFESA DA CASSI CONTEMPLA:

- Luta contra a implantação das orientações da resolução CGPAR 23;

- Defesa da gestão paritária com representação de funcionários eleitos BB;

- Defesa da solidariedade;

- Custeio entre funcionários e banco na proporção de 1/1,5 (ou 40/60);

- Fortalecimento da Estratégia de Saúde da Família;

- Ampliação das CliniCassi;

- Inclusão dos novos funcionários concursados no Plano Associados;

- Rejeição a proposta da consultoria Accenture, contratada pelo banco, que apresenta em seu relatório modelos de governança que incluem no nível diretivo gestores externos ao corpo de associados;

TODOS POR TUDO! Resistir e Vencer! 

Fonte: Sintraf T.O e Região e Contraf - CUT 


 

Publicado em: 20/06/2018

Eventos


Nenhum conteúdo disponível no momento.


Entidades Filiadas

FETRAFI-MG

CONTRAF

CUT Brasil

Jornal

CARTILHA - GESTÃO PELO MEDO NA CAIXA 05-2020

Download

Links importantes