Notícias

DEPOIS DE COBRANÇA DO COMANDO NACIONAL, MERCANTIL DO BRASIL ANUNCIA EXPEDIENTE NAS AGÊNCIAS ATÉ 14H

A partir de agora, devido à pandemia do coronavírus (Covid19), todas as agências do banco permanecerão abertas até, no máximo, as 14h


 

Depois da Cobrança do Comando Nacional dos Bancários, o Mercantil do Brasil anunciou a adoção, a partir desta quinta-feira (26), de horário especial e reduzido para atendimento aos aposentados e pensionistas do INSS. A partir de agora, devido à pandemia do coronavírus (Covid19), todas as agências do banco permanecerão abertas até, no máximo, as 14h.

Anteriormente, o Mercantil havia anunciado que o horário de atendimento ocorreria das 9 às 16h. A postura contrariava a própria orientação da Federação dos Bancos (Fenaban) de que horário seria reduzido das 10h às 14h, com possibilidade da antecipação de abertura para atendimento de idosos, grávidas e pessoas com necessidades especiais das 9h às 10h.

Pela especificidade do Mercantil do Brasil, que atende majoritariamente aposentados do INSS, nos primeiros e últimos cinco dias úteis de cada mês, em que ocorre grande fluxo de pessoas por conta dos pagamentos dos benefícios, o horário especial será das 8h às 14h. Será garantido o atendimento de, no máximo, dez clientes simultaneamente nas unidades, mesmo em agências de grande porte. Nas de pequeno porte, os atendimentos devem ser feitos, em média, de três em três clientes.

Nos demais dias do mês, com redução do fluxo de beneficiários nas agências, os sindicatos e a Fetrafi-MG cobram que o Mercantil adote a orientação da Fenaban, do horário das 10h às 14h para reforçar a prevenção contra o coronavírus.

“No atual e delicado momento que estamos passando, o bom senso sempre deve prevalecer a favor dos bancários e também dos beneficiários do INSS. Sabemos da necessidade essencial de pagamento dos aposentados e pensionistas, mas tudo deve ser feito dentro da racionalidade e preservação da saúde e bem-estar de todos, tomando todas as precauções possíveis”, argumenta Marco Aurélio Alves, coordenador nacional da Comissão dos Empregados (COE) do banco.

Magaly Fagundes, membra do Comando Nacional, explica que os sindicatos solicitaram ao Mercantil o cumprimento do horário de atendimento bancário proposto pela Fenaban, de 9h às 14h. Porém, diante do apelo por conta do atendimento aos beneficiários do INSS e do grande fluxo que pode ocorrer em datas especificas, a antecipação de abertura das agências para as 8h nos cinco primeiros e cinco últimos dias úteis de cada mês poderá equalizar melhor o fluxo e evitar aglomeração de pessoas. “O funcionamento das agências nunca poderá extrapolar as 14h. No restante do mês, continuaremos a exigir que o Mercantil adote o horário reduzido como forma de preservar a saúde de bancárias e bancários e também do enorme número de aposentados atendidos pelo banco”, afirma Magaly.

Fonte: Contraf-CUT


 

Publicado em: 26/03/2020

Entidades Filiadas

FETRAFI-MG

CONTRAF

CUT Brasil

Jornal

CEF - Carta Aberta a população

Download

Links importantes