Notícias

BANCÁRIOS DO ITAÚ APROVAM ACORDO DE BANCO DE HORAS NEGATIVO

Acordo abona os meses de março e abril e ainda prevê desconto de 10% nas horas devidas de quem está afastado por ser grupo de risco ou no rodízio das agências


 

Os bancários do Itaú aprovaram, em assembleia virtual pelo site do Sindicato, o acordo de banco de horas negativo, que garante direitos aos trabalhadores que estão afastados ou em regime de rodízio nas agências (trabalhando uma semana e folgando na outra), por conta da pandemia de coronavírus. A assembleia virtual permitiu a decisão democrática dos funcionários sem que precisassem se expor aos riscos da contaminação.  

O acordo prevê abono dos meses de março e abril (ou seja, as horas devidas pelo bancário nesses meses não serão cobradas) e ainda desconto de 10% nas horas devidas a partir do mês de maio. 

 

Pelo acordo, a reposição das horas devidas só pode se dar no mês seguinte ao final da quarentena, por um período de 12 meses, limitado a duas horas a mais por dia e apenas nos dias úteis, de segunda a sexta-feira. Também determina que caso o bancário trabalhe em sábados, domingos e feriados, essas horas não serão consideradas como reposição, portanto, terão de ser pagas como horas extras.

 

O acordo prevê ainda que, caso o bancário seja demitido após a quarentena, ele terá as horas devidas perdoadas, ou seja, elas não serão descontadas em sua rescisão. É importante lembrar que em mesa negociação, o Comando Nacional conseguiu o compromisso do Itaú de não demitir sem justa causa durante a pandemia.

 

Mas atenção: o acordo só é válido para quem se encontra em casa sem trabalhar, uma vez que os bancários que estão em regime de home office cumprem suas jornadas e não sairão devendo horas ao banco.

 

A votação da assembleia virtual se deu por link no site do Sindicato, das 8h do dia 11 até as 18h desta terça-feira 12.           

Veja os principais pontos do acordo:


- A compensação terá início apenas em janeiro de 2021 e será feita em um prazo de 12 meses.

- O acordo garante o abono de todas as horas de março e abril. Somente entrarão na contagem as horas a partir de 1º de maio.

- Haverá um desconto de 10% sobre o total de horas a serem compensadas.

- Em caso de demissão sem justa causa, as horas não compensadas não serão descontadas do valor que o trabalhador tiver a receber.

- As horas trabalhadas em sábados, domingos e feriados serão pagas como horas extras, não entrando no banco de horas.

- Funcionários de 6 horas poderão ter 30 minutos de intervalo e não apenas 15.

- Caixas e gerentes podem atuar na Central de Atendimento por 6 horas. Nesses casos, quem é de 8 horas trabalhará só 6 e não ficará com horas em débito. O Itaú fornecerá treinamento e equipamento para o trabalho em home office.

- Será registrado no acordo o compromisso do Itaú em não demitir trabalhadores sem justa causa durante todo o período da pandemia.



Fonte:
Sintraf T.O e Região


 

Publicado em: 13/05/2020

Eventos


Nenhum conteúdo disponível no momento.


Entidades Filiadas

FETRAFI-MG

CONTRAF

CUT Brasil

Jornal

CARTILHA - GESTÃO PELO MEDO NA CAIXA 05-2020

Download

Links importantes