Notícias

APÓS COBRANÇAS, BANCO DO BRASIL INSTALA PORTA GIRATÓRIA EM TEÓFILO OTONI.

Agência da Bela Vista encontra-se com a porta giratória em pleno funcionamento


 

TEÓFILO OTONI – Após cobranças do Sindicato dos Bancários de Teófilo Otoni e Região às instâncias administrativas do banco, a agência do Banco do Brasil na Bela Vista, agora, encontra-se com a porta giratória instalada e com o funcionamento conforme determina a lei.      

Visando à proteção de bancários e clientes, a lei em seu art. 2º exige que cada unidade de atendimento das instituições financeiras deverá conter porta eletrônica de segurança, giratória e individualizada, em todos os acessos destinados ao público, provida de detector de metais, travamento/retorno automático e abertura ou janela para depósito do metal detectado, sob pena de multa e interdição do estabelecimento financeiro em caso de descumprimento da lei.           

Já na primeira semana de funcionamento, houve relatos de pessoas que não entraram devido ao porte de arma branca. Não que isso seja um presságio, mas em se tratando de segurança, todo cuidado é pouco.              

Para Paulo Cerqueira, presidente do Sintraf, mesmo com uma lei estadual (Lei nº 19.433/ 11.01.2011) obrigando os bancos a instalação de tal item de segurança, ainda assim muitos bancos ignoram as determinações legais. "Os bancos enxergam isso como custo e não como investimento e tratam com descaso os problemas de segurança. É preciso que os sindicatos façam pressão junto aos órgãos competentes, para que haja fiscalização e autuação dos bancos que não cumprirem as leis", alerta.               

Lucas Madureira, funcionário do Banco do Brasil e Diretor do Sintraf, afirma que o Sindicato está atento para que a lei seja cumprida a fim de garantir mais segurança aos bancários, clientes e usuários. "Esperamos que os bancos priorizem o bem-estar das pessoas, que são o maior patrimônio que um banco pode ter, e evitando que casos, como por exemplo, do dia 27 de abril, na agência Estilo do banco em Belo Horizonte, onde um funcionário foi exposto a uma arma de fogo no interior da unidade em horário de expediente bancário, aconteça (Fonte:https://bancariosbh.org.br/funcionario-do-banco-do-brasil-e-exposto-a-arma-de-fogo-dentro-de-agencia-em-belo-horizonte/)”, destaca.      

Fonte: Sintraf T.O e Região.


 

Publicado em: 20/12/2018

Entidades Filiadas

FETRAF-MG

CONTRAF

CUT Brasil

Jornal

CASSI O ESPELHO 11/2019

Download

Links importantes